TOP 5: Melhores Visual Novels que joguei



No inicio do ano eu fiz uma postagem dando um TOP 5 das melhores aberturas de visual novel de 2011. A postagem foi uma opinião minha sobre quais aberturas mais marcaram no ano passado. E como deu para reparar teve pessoas que pediram que eu fizeste um TOP 5 de visual novels.

Atendendo ao pedido decidi fazer uma postagem, onde eu mostro um TOP 5 de visual novels que eu mais gostei de jogar ao longo desses anos. Sobre esse estilo de jogo meus critérios se baseiam em jogos onde eles tem um bom teor de diversão e interação bem mais que o fator historia. Não que a historia não seja um fator importante, porem muitas vezes mesmo o jogo tendo uma boa historia o desenrolar cansativo pode afastar muitos jogadores.

Gostaria também da participação dos leitores nessa postagem, sobre que jogos vocês mais gostaram de jogar, ou simplesmente você pode colocar o seu TOP 5 pessoal sobre as visual novels que vocês mais gostaram de jogar. Lembrando que essa postagem é uma opinião minha sobre esse estilo. Exemplo que tem jogadores que podem exigir mais rotas e escolhas numa visual novel, enquanto outros podem querer mais cenas de sexo, e tem outros que podem jogar apenas All-Ages.



5º Lightning Warrior Raidy

Em quinto lugar esta o Lightning Warrior Raidy um eroge rpg que tem elementos de dungeon scrolling de jogos clássicos de rpg como Phantasy Star e Dragon Quest.

No jogo você entra no papel de Raidy uma guerreira que consegue controlar o trovão. O jogo tem uma historia bem rasa, onde mulheres foram sequestradas por outras mulheres e estão como prisoneiras na dungeon. O objetivo do jogo é você explorar a dungeon e obter equipamentos e informações de como derrotar o boss da dungeon para assim você libertar as prisioneiras e ir avançando no jogo.





Para os fans de yuri esse jogo tem tudo que um fan gostaria de ver. No jogo se você da game over para a boss de fase você é estuprado pela boss de fase, caso você derrotar a boss é você que estupra. O encontro do boss é sempre a mesma coisa, Raidy chega no momento que o boss esta torturando (sexualmente) uma prisioneira, depois começa o combate.

A jogabilidade do jogo é simples de entender, você esta explorando a dungeon e você tem as "batalhas aleatórias" que acontecem para te atrapalhar e fazer você evoluir. O jogo principalmente o primeiro é bem difícil, principalmente com os quebra-cabeças que tem durante a fase que pode frustrar muitos jogadores, não é a toa que o segundo jogo ficou bem mais fácil que o primeiro jogo. Porem a simplicidade do gameplay faz LWR um jogo muito divertido de se jogar, tem seus defeitos mas não decepciona quando se trata de divertir o jogador.



4º Princess Waltz

O jogo tem como protagonista Arata, um jovem estudante como outro qualquer. Um dia chega um novo estudante na escola que Arata estuda, ele se chama Chris, onde ele é um jovem bonito e com bons modos, que logo faz Arata não gostar dele.

Porem Chris é um jovem que veio de outro mundo com uma missão. No mesmo dia enquanto Arata estava discutindo com Chris eles são tragados para uma dimensão paralela onde monstros habitam essa dimensão (tipo shakugan no shana). Mesmo confuso e assustado Arata decide ajudar Chris em sua missão.

Princess Waltz é um jogo que tem elementos de RPG com o elemento de card game. No meio dos combates você vai jogando com essas cartas para assim derrotar seus adversários. Na primeira vista parece ser bem complicado, mas o jogo te explica logo no primeiro combate como jogar o jogo.





Em relação a historia, foi uma das melhores que ja li. O jogo consegue combinar bem a historia e o rpg sem uma afetar a outra. O desenrolar da visual novel lembra um pouco battle shonen, onde o protagonista vai evoluindo tanto no seu poder quanto na sua determinação. Os combates no jogo conseguem prender o leitor muito bem, alem da trilha sonora que é muito boa e o texto bem escrito.

Tem muitas visual novel que tem combate, mas não conseguem prender tanto o leitor. Mas no caso dessa visual novel tanto a historia, mistério e luta são muito bem executados, onde da um toque bem cinematográfico a visual novel. Porem com todas as qualidade tem seus defeitos. A visual novel tem uma historia bem linear, ou seja você não toma decisões que vão mudar seu percurso, você tem interação nos momentos de combate. O único momento que você vai tomar uma decisão sera para determinar qual heroína você vai terminar, onde você decide qual personagem vai lutar ao seu lado, mas isso é so no final do jogo.

Em termos de eroge é quase inexistente, nem fanservice rola direito. O foco do criador nem foi o eroge foi mais a historia e os elementos de rpg. O eroge é colocado tão forçadamente que você percebe que o criador so colocou ali so para vender como eroge. Quem pretende começar a jogar visual novel, eu recomendo você começar com essa, o texto não é cansativo e os combates e sistemas de rpg empolgam bastante.



3º Clannad

Uma das visual novels mais populares da empresa Key. A historia tem como protagonista Tomoya onde ele deixou de falar com seu pai depois de uma discussão. Ele não tem muitos amigos e é mal visto na escola que estuda.

Sua vida começa a mudar depois que ele encontra com Nagisa, quando ele estava indo para a escola. Nessa visual novel da popular empresa Key, muitos dos temas abordados são relacionados a problemas familiares. Um dos grandes destaques do jogo é a grande variedade de possibilidades que você tem. Isso não so contando com a imensidão de rotas diferentes que você pode fazer, mas também a grande quantidade de escolhas que você pode tomar durante o jogo.





Desde simples escolhas entre ir mais cedo ou mais tarde para escola, o jogo te da tantas possibilidades que meio que vira um simulador de vida. Você tem um único final verdadeiro, mas para fazer esse final é necessário terminar os outros finais. Nem todos os finais são para conquistar uma heroína, pode ser um final que você ajuda a irma de um amigo, ou onde você ajuda uma heroína a salvar seu namorado no hospital (essa rota não tem no anime).

Clannad faz você através de escolhas mudar o protagonista e liberar o verdadeiro final, a sua jogabilidade diferencia da maioria das visual novels ja feitas. Se você esta começando a jogar visual novel Clannad é um bom jogo para começar, e se você não gosta de eroge, ele é bom para você por ser um All-Ages.



2º Galaxy Angel

O jogo Galaxy Angel é uma visual novel All-Ages onde o seu grande destaque é seus belos gráficos, e sua jogabilidade focada na estrategia. O jogo permite você controlar cinco naves onde a cada fase você tem uma missão diferente.

A visual novel também tem elementos de simulador de namoro, onde alem de você dar os comandos para passar nas missões, você pode conquistar uma heroína especifica. Eu conheci essa franquia através do anime de mesmo nome.

Porem o anime ele segue meio que um spin-off onde é uma historia de comedia e sem nenhum protagonista. Quando comecei a jogar o jogo senti logo o impacto da diferença, onde na visual novel você é inserido numa guerra, onde você é um comandante de uma nave estelar, tipo Yamato 2199.





Como eu sou um grande fan de sci-fi me adaptei logo aquele universo criado pela empresa Broccoli. Não que por ser um fan deste sub-gênero eu não va ter um senso critico, a visual novel consegue fazer o seu papel que é entreter o leitor na historia. Mesmo tendo bons elementos de jogo de estrategia o jogo não falha nas outras funções. A historia te insere como funciona a guerra e a politica deste universo. As heroínas também são boas e tem personalidades marcantes.

A quantidade de escolhas é bem grande, você não vai so responder perguntas quando estiver falando com uma das heroínas, você terá que tomar decisões em momentos políticos que irá melhorar ou diminuir sua reputação como comandante, alem de essa interação fazer você entrar bem mais na historia. A única coisa que não gostei foi que no inicio o protagonista tinha voz no jogo, mas de uma hora para outra ele não tem mais a voz. Esse pequeno detalhe poderia ter deixado o jogo bem mais realista com o proposito da historia.

Galaxy Angel é uma visual novel all-ages e seu foco não é no fanservice ou nas garotas fazendo gracinhas direto. Ele tenta te colocar no meio termo entre você ser comandante de uma nave estelar mas também estar tendo um envolvimento com as heroínas. O jogo teve um grande sucesso onde o Galaxy Angel 1 e 2 tiveram 3 jogos, todos sendo sequencia da mesma serie. Teve um lindo jogo para PS2 da franquia Galaxy Angel II, mas infelizmente acabou a franquia em 2009 e não seguiu para os consoles da nova geração.

Infelizmente a empresa Broccoli agora so faz esse otome games como Uta no☆Prince-sama, onde esse tipo de jogo não faz nenhum pouco o estilo de jogos que a empresa fazia no inicio que era para agradar ambos os sexos e não so para o publico feminino.



1º Phoenix Wright

Essa serie de jogos de Nintendo DS e que agora esta no Nintendo 3DS é um jogo da Capcom que ficou bem popular no ocidente. A visual novel tem como protagonista um advogado chamado Naruhodou, Ryuuichi (Phoenix na versão americana).

No jogo você  vai lendo como uma visual novel padrão, mas o seu gameplay se baseia em fazer escolhas e apresentar provas que inocentem o seu cliente, que no caso da historia é inocente. Um dos grandes destaques dessa visual novel é te dar a total interação do personagem. Alem de você ter que defender o seu cliente você meio que age como detetive em vários momentos do jogo para achar provas que irão inocentar o seu cliente.

No momento este esta sendo o jogo no requisito visual novel que estou mais jogando e gostando. Mas aqui vai um aviso, o jogo exige um bom domínio do inglês (se você aprendeu inglês jogando Final Fantasy ja basta)  para assim entender a historia e também ver o depoimento do acusado para assim pegar momentos contraditórios da acusação e pegar ele na lata.





Então sempre na historia vão ter casos de clientes que foram acusados injustamente e você terá que provar que seu cliente é inocente. Dando assim as provas no momento certo e escolher as palavras que deve falar vão ser muito importantes para assim inocentar o cliente. Caso contrario o seu cliente será culpado e você terá que repetir o episodio.

O jogo me animou tanto pelo entretenimento quanto pelo desafio. Os episódios são difíceis e muitas vezes será necessário você repetir a fase e tentar de novo. O jogo pode divertir também aqueles que jogavam "adventure games" na época dos jogos antigos para computador. Phoenix Wright não é a melhor visual novel do mundo mas consegue agradar tanto os jogadores de visual novel quanto aqueles que estão jogando esse tipo de jogo pela primeira vez.

Fico feliz que a Capcom consegue agradar em vários estilos de jogos. Consegue falhar em outros, mas em alguns consegue fazer um excelente trabalho e me proporcionar boas horas de diversão. Bem esse é meu TOP 5 de visual novels, qual as visual novels que você mais gostaram de jogar?

This entry was posted in ,,. Bookmark the permalink.

14 Responses to TOP 5: Melhores Visual Novels que joguei

  1. Luk says:

    Ace Attorney, como amo essa franquia, é uma certa surpresa vê-la no top 5. No aguardo ansioso pela continuação no 3DS hehe. Sobre os outros, só conheço mesmo Clannad. Ainda sou novato nesse campo de Visuals mas o Galaxy Angel me pareceu interessante, uma proposta diferente como essa costuma me agradar.

  2. VictorLighty says:

    Engraçado você comentar o Ace Attorney: eu sempre tinha ouvido falar dessa franquia, sendo que eu só tive a chance de experimentá-la ontem - e eu adorei, só pelos 10 primeiros minutos de Apollo Justice.

  3. Anônimo says:

    O TOP 5 esta muito bom, so tem jogo legal,

  4. johnny-sasaki says:

    não sei qual seria meu Visual Novel número 1,mas adorei também os jogos da Type-Moon,Muv-Luv,G-Senjou no Maou,a série Infinity,Higurashi,Umineko,999(que também é do DS e é Excelente,meu hype pela sequência Virtue's Last Reward tá lá em cima e vai sair essa semana pra 3DS e Vita).
    Mas tem um que ando curtindo muito que se chama Yu-No.Esse é obrigatório que voçês confiram.

  5. Muito bom o post. Nunca joguei nenhum destes jogos, mas este top 5 é um excelente exemplo do meu estilo de VNs, já que exemplifica bem todos os elementos que eu *não* gosto. :P
    Particularmente, prefiro a ausência de jogabilidade. Ter que ficar perdendo tempo com lutas, "treinando" os personagens ou ficando melhor no jogo para poder prosseguir e ter que repetir várias vezes algumas cenas porque cometi algum erro. Até mesmo ter que ficar andando por mapas é um saco. Já faz algum tempo que eu praticamente parei de jogar jogos eletrônicos, por falta de tempo... e de paciência. Só jogo VNs, que são diferentes justamente pelo foco ser na história e não nessa jogabilidade. Às vezes posso até encarar um jogo desse tipo, para variar ou porque a história é realmente boa... mas isso é quase sempre uma desvantagem, ou no mínimo torna o jogo um "interlúdio" entre as VNs realmente boas.
    A história rasa, forçada e sexualizada de Lightning Warrior Raidy é outra coisa que eu abomino. Se for para jogar um RPG qualquer, no mínimo que seja um com uma boa história...
    Já Clannad é um Nakige, que é outro estilo que não gosto. Na verdade, nunca gostei de assistir novela, então não vão ser VNs que vão me fazer gostar de melodramas. :P Posso até tolerar esse tipo de coisa por uma boa razão - uma boa história de mistério, ação, aventura, guerra, ficção científica, ficção histórica, mitologia, mindscrew, etc... mas no caso de Clannad, é simplesmente muito drama (e muito, muito mesmo) sem nada "interessante de verdade".
    Phoenix Wright até parece legal, apesar de ter um pouco de jogabilidade demais, mas não está na minha lista de prioridades. Já considerei jogar Galaxy Angel, já que sempre gostei mais de jogos de estratégia que outros estilos, para variar um pouco... mas nenhum desses jogos eu sequer consideraria para um top 5.

    Meu top 5 seria algo como:
    Fate/Stay Night
    Muv Luv Alternative
    Saya no Uta
    Tsukihime
    Kikokugai (beeem depois das outras)
    Mas eu terminei relativamente poucas VNs (umas 10). :/

    Elda King

  6. Oldman. says:

    Meu top é bem simples na verdade, já que ele é bem variado e eu quando faço um não costumo colocar gêneros iguais por um motivo meio óbvio, variedade. No top 5 de cada gênero que eu joguei eu busco destacar uma de cada tipo, dando prioridade aos meus gêneros favoritos.

    Eu diria que provavelmente seriam esses:

    1º - Higurashi no Naku Koro Ni. Dispenso os gráficos originais, pra mim é uma excelente novel, eu cheguei a fazer um fluxograma ligando todos os arcos depois que eu terminei de jogar pra ver se encontrava espaços em Branco.

    2º - Subarashiki Hibi. Mesmo não tendo tradução, você consegue perceber bastante coisa através dos eventos e a maioria das CG's são bem expressivas, fazendo com que você entenda o que se passa. Eu fechei o jogo no tentativa e erro só porque eu me envolvi tanto com o jogo q

    3º - Clannad. Por ser epicamente épico, só não é primeiro porque não é meu gênero favorito. Você tem uma liberdade insana, além de emocionar e muito você.

    4º - Katawa Shoujo. Pode parecer irônico, mas é legal e engraçado. Eu gostei bastante, passa uma mensagem legal e as heroínas tem uma personalidade legal. Valeu a pena jogar, UASHA.

    5º - Shuffle. Pode parecer estranho, mas te te deixa em um dilema. Conforme eu fui jogando, mas eu ficava envolvido com cada protagonista. Peca em muitos fatores, mas ainda sim é divertido.

  7. Erick Dias says:

    Desses aí só joguei Raidy, e o primeiro; novel bem complicada nos quebra-cabeças, às vezes desistia de tentar sozinho e apelava para algum texto de ajuda na internet...

    Já em relação aos outros, Phoenix Wright e Clannad são daqueles que enrolo para jogar, e esse Princesss Waltz eu não conhecia, mas me interessou. Nem tem como eu fazer um “TOP” ainda, minha experiência em novels é pouca. Com exceção de Raidy, as únicas outras novels que cheguei a jogar foram somente após elas terem um anime...

  8. GaiasKing says:

    Não joguei nenhum dos 5 citados acima, apesar de já ter ouvido muito falar de Clannad e também de ter lido ótimas críticas na net. Sinceramente, não é por causa do Nakige que não o jogo, mas sim porque achei os gráficos meio, como posso dizer, "deformados". Não gostei muito do artwork, por isso que não joguei até hoje Clannad.

    Como muitos acima, também não gosto muito de VNs de RPG. Acho que o lance de RPG tira o brilho da história por não dar sequência. Fica parecendo que a novel é só um preenchimento e para dar corpo ao RPG. Detesto ter que ficar vencendo desafios e upando personagens para avançar na história, tanto é que até hoje só joguei Koihime Musou e Tears of Tiara de novels de estratégia e RPG.

    Meu TOP 5 seria:

    5 - Wind a Breath of Heart (História bem bobinha, mas me envolveu bastante);

    4 - Da Capo II (Por incrível que pareça, gostei bastante da história água-com-açúcar de Da Capo II);

    3 - G Senjou no Maou (Sinceramente, esse gostei muito. O artwork não é dos melhores, mas acaba se encaixando perfeitamente na história. A progressão também é fantástica e quando se chega no clímax da história é impossível parar. O único ponto que peca é o fato de demorar muito para começar a gostar da novel. Desisti e voltei a ler umas 10x a novel)

    2 - Ef A Fairy Tale of the Two (Obra prima da minori. Até hoje acho que se EF fosse transformado em filme por uma grande produtora Hollywoodiana seria um sucesso. O enredo é perfeito, o drama excelente e o artwork simplesmente fantástico, o melhor que já vi em novels)

    1 - Fate/ Stay Night (Para mim, disparado com os outros e uma diferença razoavelmente apertada com EF no termo de melhor novel. Sem comentários, gostei muito mesmo dessa obra prima da Type Moon, melhor história que já li até hoje)

  9. Kurono says:

    Das VNs citadas no post a única q joguei foi Princess Waltz e posso dizer q gostei mto dela.

    Meu top 5 seria.

    5 - Bible Black. É eu sei, um eroge mais focado nas H-scenes do q na historia, mas a historia na minha opinião é boa e me manteve ligado nela todo o todo pois queria mesmo ver se tinha uma final onde...opa, sem spoilers XD. Kitami-sensei (a vilã)chega a dar medo. Em se tratando de H-scene esse foi o melhor eroge q joguei até hoje seguido de Discipline.

    4 - Princess Waltz. Nem vou comentar pois já está no post.

    3 - G-senjou no Maou. Ótima VN com otimas personagens e historia inteligente na minha opinião. Gostei mto.

    2 - Yume Miru Kusuri. Adorei mto essa VN e não tem como ela não ficar em uma boa posição em um TOP VNs meu. A rota da Aeka foi de longe a q eu mais gostei, mas gostei da outras tbm e os finais das 3 rotas foram sensacionais, não consigo dizer qual final eu gostei mais.

    1 - Fate Stay Night. O dia q eu ler uma VN q seja melhor q Fate eu acho q pirar completamente. Porra essa VN é perfeita. Gosto mto dos personagens e toda a historia é sensacional e extremamente rica. As lutas são mto fodas e os 40 Bad endings são um grande toque pra enriquecer ainda ais esse novel.

    Ainda preciso jogar mtas VNs, mais algumas q eu tenho uma grande expectativa são Muv-Luv Alternative, Tsukihime(to esperando pra ver se lançam o remake antes de começar a ler), Maji de Watashi ni Koishinasai, Ever17 -the out of infinity e algumas outras.

  10. Kurono, se quiser esperar o remake de Tsukihime, compre uma boa cadeira. Foi anunciado a sei lá quantos anos, nunca teve nada de concreto, foi retirado do site, esquecido, até que finalmente disseram novamente que "estão trabalhando" mas sem nada de concreto ainda.

    Ainda não vi alguém que colocasse Clannad e Fate/Stay Night no Top 5... :P

  11. Kurono says:

    João Francisco, é eu sei disso XD
    Mesmo depois da vn ser lançada ainda terei q esperar q alguem lance um patche pra ela. Mas eu tenho tantas vns q eu quero ler e Tsukihime de certa forma não é a primeira da minha lista então vou esperando até chegar ao ponto de eu querer ler ela e desistir de esperar.

  12. Kaji-san says:

    E o Snatcher, pessoal? Não se esqueçam dele, já fazem alguns anos que esse excelente visual novel foi traduzido para o português, sendo essa a versão do MSX.
    Procurem jogar a versão do MSX, achei muito melhor que o do Sega-CD. Do Sega-CD vc precisa ter um conhecimento bom de inglês pra entender a trama toda, já que os detalhes mais importantes da história estão em diálogos falados. Além do mais, no MSX as músicas ficaram com um tom mais sombrio, mais misterioso, acho que o fato do MSX ser um sistema mais antigo tbm ajudou nisso, criar um clima que a versão de Sega-CD não consegue criar nem de longe. Caso queiram jogar essa maravilha, mas não saibam mexer direito no MSX, me mandem um e-mail: kaji-san@hotmail.com

  13. podia colocar steins gate, que eu gosto mt, concordo bastante com seu top 5, so faltou steins;gate msm(minha opinião)

  14. Unknown says:

    estou começando aqui meu caminho com as VNs , este TOP 5 me interessou muito , vou começar com Galaxy Angel , e após isso , vou para Fate/Stay Night

Leave a Reply