Archive for Novembro 2012

Sword Art Online. Para min acabou no episodio 14


Kawahara Reki é criador das light novels: Accel World e Sword Art Online. Ambas historias tem algo em comum onde ambos se passam num mundo onde é possível se conectar mentalmente com um mundo virtual, onde nele é um jogo.

No caso de Sword Art Online varias pessoas conectam mentalmente no mundo do jogo que tem o mesmo nome do anime, onde nesse jogo eles tem o objetivo de chegar ao ultimo andar, onde cada andar é como se foste uma região do jogo com seus respectivos monstros e o boss que é necessário derrotar para ter direito a subir ao próximo andar.

Kirito o protagonista da historia, é viciado em MMORPG e quer cada vez mais evoluir no jogo. Porem num certo dia ele percebe que o botão de logoff é desativado de sua conta, não so na dele mas de todo mundo. Em meio a isso aparece o GM (Game Master) do jogo que fala que para deslogarem é necessário zerar o jogo, e caso morrerem a partir de agora morrem no mundo real.


A partir dai começa o jogo de sobrevivência nesse jogo virtual. Os dois primeiros episódios tiveram tudo para prender a pessoa na serie. Desde o que o enredo pretende abordar, ate como as lutas costumam ser bem tensas ao ponto de segurar o folego do telespectador. Teve o momento que a serie acelerou um pouco, mas depois voltou a mesma narrativa e nível de qualidade da historia original.

Eu gostei de Sword Art Online pela maneira que os jogadores se interagem nesse universo. É fácil morrer nesse mundo e isso faz a serie aprofundar muito bem no psicológico de cada personagem. Alem de que as lutas como ja citei, conseguirem prender quem assisti, principalmente nas lutas contra o boss.

Porem mesmo eu gostando da serie, como também gosto do outro projeto do Kawahara Reki o Accel World, não gostei da maneira como a serie Sword Art Online esta indo. Muita coisa que eles tinham criado no enredo simplesmente foi jogado fora de uma hora para outra. Como no caso de que estavam sendo criados andares subterrâneos cada vez que os jogadores avançavam para os andares superiores daquele mundo.


O mistério ficou no ar, sobre o que significa aquele fenômeno. E naquele mesmo arco ele insere que todo aquele mundo é controlado por um mega computador que não precisa de operadores humanos. Ou seja tudo naquele mundo é feito através de um programa de computador. Dando a entender que o inimigo do jogo não é apenas o seu criador e sim o computador que controla e edita todo aquele mundo automaticamente.

Enfim tudo é simplesmente jogado fora, desde os andares subterrâneos ate o programador daquele mundo. Então acontece um plot twist onde Kirito consegue zerar o jogo sem ao menos chegar no ultimo andar. A partir dai todo aquele universo criado é jogado fora e colocam outro universo que não tem tanto impacto quanto o anterior.

Esse novo arco se passa num novo jogo e universo. A serie continua a me divertir, mas a tensão dos bosses, aquele mundo mortal e perigoso acabou.


Essa era uma das melhores coisas na serie onde deixam a tensão de que você pode morrer a qualquer momento no jogo se vacilar. Agora não tem mais isso, as lutas continuam legais mas não esta a mesma coisa.

Tinha muita coisa no arco anterior que poderia ser bem aproveitado e alongado. Não tava ruim, dava para continuar e explorar aqueles vários conceitos e mistérios criados. E assim chegar no ultimo andar e ter uma excelente luta com o verdadeiro final boss. Estou vendo essa novo arco como um extra, por que para min o episodio 14 foi o que mostrou o final de toda a saga do herói de Kirito. O novo arco eu vejo como um mero bônus que diverte mas perdeu toda a magia que o arco anterior me dava.

O que você esta achando deste novo arco de Sword Art Online?

Posted in , | 14 Comments

Emulador de PSP para Android? Sim é possível



Emulador de PSP era uma coisa que antigamente era algo impossível de se imaginar. A emulação dele é complicada e não é todos os jogos que rodam numa boa, mas ja foi um bom progresso e agora podemos jogar ate jogos como BlazBlue num emulador de PSP.

Porem como é de costume no mundo gamer, a criação de emuladores fica mais presente quando um console da geração atual é substituído por uma nova geração de consoles. A partir dai emuladores são bem mais presentes. E parece que com PSP a historia não vai ser diferente.

Assim como você pode encontrar um emulador de PSP o JPCSP onde da para jogar jogos de PSP via Java no computador. O PPSSPP propõe uma tarefa nova que é emular o PSP em celulares. Como você pode ver no vídeo, o criador do programa demonstra o funcionamento no seu aparelho celular. Onde é colocado botões do PSP na tela do Android.

Para quem tem o celular Xperia Play vai cair como uma luva esse emulador, pelo fato do celular ter acoplado um controle. O projeto é recente e pretende aplicar esse emulador para diversas plataformas como: Android, Windows, Blackberry, MacOS X, Linux.

Porem não para por ai, o site do criador permite que você seja um desenvolvedor do programa, para assim você contribuir com o projeto. Ele ja tem ideias de inserir o emulador também para consoles como: PS3, XBOX360, Wii, XBOX. E para quem tem iPhone, Windows RT e pretende ter o futuro Windows Phone 8, o desenvolvedor pretende fazer futuras versões para esses sistemas operacionais.

A ideia é nova mais promissora, futuramente o PSP pode ficar como o emulador de Nintendo DS onde emular com ele é a coisa mais fácil do mundo. Não esta mais tão longe assim de jogar PSP no computador e em outras plataformas como antigamente. Agora so resta aguardar.

Site do PPSSPP: http://www.ppsspp.org/index.html
Tutorial do JPCSP: http://visualnovelbrasil.blogspot.com.br/2012/08/tutorial-emulador-de-psp-jogue-jogos-de.html


Posted in , , | Leave a comment

Taishou Mebiusline. Love Delivery continuando com o BL


A empresa desse jogo é a Love Delivery, onde é uma empresa especializada em produzir visual novels Boy's Love.

Porem a empresa anda parada desde seu ultimo projeto a dois anos atras: Beniiro Tenjou Ayakashi Kitan: Ranmaru Torimonochou. Esse é o quarto jogo da empresa, onde segue o mesmo segmento de seus jogos anteriores.

O foco da empresa é ter um protagonista que veio da era feudal, onde ele sabe lutar com a espada e ao longo do jogo, ele vai encontrando outros personagens que sabem lutar e ao longo deste envolvimento vai surgindo a rota yaoi em questão.






Pelo pouco que eu sei sobre BL, ele serie um estilo de yaoi mais light, onde se foca mais no relacionamento dos personagens homens na historia. E realmente os jogos da Love Delivery não costumam ser apelativos em teor sexual, elas sabem inserir muito bem a ação e o psicológico de cada personagem inserido na trama.

Eu gostaria de ter tido mais informações sobre esse jogo que vai chegar nesse fim de ano. Mas infelizmente Taisou Mebiusline da poucas informações sobre o que a historia vai se tratar. Assim como o nome do jogo, a historia se passa na era taishou (1912 a 1926). E o protagonista é um estudante que entra para o exercito onde outros rapazes da trama estão localizados.

Para o publico feminino que curte personagens homens que sabem lutar e tem um corpo sedutor e musculoso, essa visual novel pode ser uma boa leitura para você. Infelizmente no momento não tem nenhum fansub interessado em traduzir jogos dessa empresa. Querendo ou não jogos desse tipo andam muito limitados para fansubs ultimamente.

Posted in | 1 Comment

Witch's Garden. E-mote a nova tecnologia para as visual novels


A empresa Windmill Oasis é uma empresa subsidiaria da Windmill onde esta fazendo 10 anos de existência. A Windmill Oasis surgiu 3 anos depois da criação da Windmill onde é conhecida por seus trabalhos como: Happiness! e Shukufuku no Campanella.

Com o seu quinto jogo o Witch's Garden pretende trazer uma nova tecnologia chamada de E-mote. Onde é um sistema de animação de sprites, onde faz parecer que os personagens estão animados em 3D. Sera algo bacana se as empresas de visual novels adotarem o E-mote onde deixa as personagens com um maior realismo, alem de deixar o jogo mais bonito.






Vale lembrar que as CGs vão continuar do mesmo jeito. Da mesma forma que jogos para consoles tem a animação 3D e as CGs continuam em desenho estático. Acredito que o E-mote vai deixar as visual novels para PC mais atraentes, o problema é ver quais empresas vão adotar o E-mote.

Enfim o jogo Witch's Garden pode ter essa nova tecnologia, mas continua como qualquer visual novel padrão dessa empresa. Quem jogou ou assistiu o anime de Shukufuku no Campanella vai perceber certa semelhança em termos de roteiro. O protagonista vai para uma cidade magica, onde nela todo mundo vive feliz e sem preocupações.

E no meio deste paraíso existem varias garotas que vão complementar o harem do protagonista. Para quem gosta de um slice of life tranquilo, a visual novel consegue atender nesse ponto. E a experiencia do E-mote faz toda a diferença na diversão do jogo.

Opening:



E-mote em ação:



Posted in , | 12 Comments

Digimon Adventure novo trailer. E a tradução de Digimon World Re:Digitize para o inglês



O novo jogo da Namco Bandai sobre Digimon pretende ser uma comemoração de 15 anos da serie. Em meio a isso eles pretendem fazer um jogo que vai ser totalmente baseado no anime.

A Namco teve um remake recente do Digimon World que foi chamado de Digimon World Re:Digitize que no momento não ganhou tradução para o inglês, mas tem gente traduzindo o jogo. Então é melhor a Namco Bandai tomar cuidado, por que se eles não disponibilizam o jogo para o ocidente eles sofrem risco de ter uma tradução não oficial circulando por ai.

Enfim o novo jogo vai ser um RPG pegando esses momentos marcantes do primeiro anime da serie de Digimon. É simplesmente uma boa forma de pegar a nostalgia daqueles tempos, tudo num jogo de PSP. No momento não tem qualquer previsão de uma possível versão para o inglês. O jogo chega 17 de Janeiro de 2013 no Japão.



Tradução de Digimon World Re:Digitize

Blog: http://digimonworldre.wordpress.com/
Topico: http://gbatemp.net/threads/digimon-world-re-digitize-translation.331385/

Posted in , , | Leave a comment

Drama forçado é ruim?


A cultura do entretenimento japonês costuma ter seus estilos de ação, comedia, terror e drama. É obvio afinal cada país tem sua cultura e cotidianos diferentes, o que vai ser discutido aqui nesse postagem é, se o drama forçado é ruim no entretenimento japonês.

Eu comecei a escrever essa postagem depois que li um comentário dizendo que as animações da empresa Key, são ruins pelo fato de o drama ser forçado. Uma coisa é verdade nesse comentário, os dramas da Key são bem forçados, mas isso faz a obra se tornar ruim?

Cada pessoa tem um tipo de gênero que gosta de acompanhar. Uns gostam de ação como eu, outros preferem uma comedia, enquanto outros adoram terror. É impossível que todo mundo tenha um mesmo gosto num entretenimento, e como drama vejo que a uma certa resistência em certos dramas japoneses.

Nos jogos atribuímos certos dramas como Nakige e Utsugi. Nakige seria o tipo de drama forçado, onde toda obra com essa narrativa começa tranquilo e muitas vezes chato, como a maioria das obras da Key fazem. Esse tipo de drama ele tenta fazer você gostar dos personagens para depois de uma hora para outra eles inserirem um drama em cima de você. Isso nos chamamos de Nakige e, é isso que a maioria das pessoas criticam por ser bem forçado. Enquanto o Utsugi ele é um drama mais seco, como Evangelion e Saikano. A tendencia desta obra é mostrar uma historia sem final feliz, e o personagem não ter nenhuma esperança para o futuro.


A Key pega bastante esse drama forçado, onde é normal de uma hora para outra ter um "plot twist" na historia, onde estava um simples slice of life de comedia, se transforma numa historia depressiva. Nos que acompanhamos anime não é algo normal ver esse tipo de plot. Mas nos esquecemos que não é so de animes que o entretenimento japonês vive.

Existem as novelas japonesas, onde costumam ser chamadas de Doramas ou J-Dramas, onde seriam series que passam na TV. Nos Doramas ter series onde o drama é forçado é tão normal que você encontra series com essa narrativa muito facil.

Um bom exemplo podemos citar o dorama "One Litre Of Tears" onde o inicio da historia é uma simples garota indo para escola e tendo dias felizes, ai depois de um tempo ela descobre que tem uma doença incurável e que vai morrer, depois dai a cada episodio é um drama atras do outro. Num outro como "Be With You" fala de uma historia onde um filho perde sua mãe, ai ele vive com o pai. Porem ele deseja fortemente que sua mãe volte. Num certo dia eles encontram uma mulher idêntica a sua mãe, onde ela não se lembra de absolutamente nada, e não tem nenhuma informação sobre seu paradeiro.

Essa é uma historia de drama que lembra um pouco de uma rota de Air Tv da Key. Onde uma garota perde sua irmã, ela deseja que ela volte, ela acaba voltando mas não se lembra de nada e não hã nada sobre seu paradeiro, simplesmente surgiu.


Resumindo, esse tipo de drama no Japão é algo extremamente normal. Pode parecer um roteiro estranho e meio forçado. Mas isso faz sucesso no Japão e, é esse tipo de historia que eles costumam gostar de acompanhar em suas series. Animes não costumam pegar esse tipo de drama mais forçado, justamente por seu publico ser outro.

Mas isso não impede que um anime com esse tipo de drama venda bem. A Key é uma boa prova disso. Da para vender bem, mesmo num mercado mais restrito como visual novel e eroges. Outro bom caso é Saikano onde o drama é extremamente forçado o tempo todo e, nem por isso deixa de ser uma boa historia para acompanhar.

O problema aqui não é o drama ser forçado que o vai deixar a historia ruim. É ele ser mal executado que vai fazer ele ser uma historia ruim. E no japão mesmo investindo muito nisso nas suas novelas isso não deixa de ser exceção. Mesmo que o drama seja bom, ele pode não ser feito para você e pode não lhe agradar, cada publico tem seu gosto. Esse tipo de drama pode não agradar muito os ocidentais, mas é algo que sempre vai ter o seu publico no Japão.

Eu curto esse tipo de drama mais forçado, acho uma boa forma de quebrar o chão dos personagens. Existem muitos animes bons de drama por ai, so precisa procurar. Não é ele ser forçado que vai se tornar ruim, pode ser simplesmente que você não gosta ou não esta adaptado para esse tipo de drama. E você o que acha de drama forçado? Você gosta ou prefere outro tipo de roteiro?

Posted in , , , , | 5 Comments

Muv-Luv Alternative - Total Eclipse. Visual Novel em produção


A Age em união com a 5pb esta produzindo um novo jogo da franquia Muv-Luv. Nesse novo jogo eles estão seguindo o designer apresentado no anime, apresentando traços bem melhores em relação aos jogos anteriores de Muv-Luv.

O novo projeto vai ter o mesmo nome apresentado na versão anime, Muv-Luv Alternative - Total Eclipse. Essa é uma boa forma de aproveitar a divulgação do anime, com o jogo tendo o mesmo nome da animação fica bem mais fácil do consumidor achar o produto e não se confundir com o jogo lançado para os PCs.

Em relação ao desenho das CGs do jogo anterior, essa nova versão tem traços bem melhores aos jogos anteriores que apresentam um traço muito fraco, com exceção do Muv-Luv Alternative Chronicles onde é uma trilogia que a partir dai os gráficos melhoraram bastante.









Mas ainda assim esse novo jogo agrada bastante nas CGs, e tem o melhor traço ate agora da franquia Muv-Luv.

A única coisa ruim dessa novidade é que o novo jogo vai ser para os consoles. Vai ser tanto para PS3 quanto XBOX360. E no momento não tem nenhum anuncio de uma futura versão para PC. Uma versão para PC seria uma boa ideia, principalmente como remake para assim as pessoas reaproveitarem o jogo com novos gráficos.

Mas nem tudo é perfeito, e para o ocidente no momento estamos muitos limitados a visual novels feitas para consoles. Tivemos o avanço de termos jogos para PC, mas precisamos ter jogos também para os consoles para assim as visual novels se popularizarem mais no ocidente. Eroge é algo que ja atraiu um bom publico, e ter um All-Ages em inglês e melhor para consoles é algo que vai fazer uma grande diferença, caso as empresas japonesas olhem um pouco mais para o ocidente.



Posted in , , , | 1 Comment

ef - the latter tale vai atrasar na tradução


De acordo com o twitter da MangaGamer, o projeto para o ef - the latter tale vai atrasar, pelo fato da minori estar focada no seu novo jogo Natsuzora no Perseus que vai lançar no final deste ano.

Então a tradução do ef - the latter tale vai ser pausada ate o lançamento deste jogo. O primeiro arco com os 2 capítulos dessa historia "ef - a fairy tale of the two." ja esta disponível para a compra no site da MangaGamer a um bom tempo.

Não entendo muito bem a ordem cronológica dessa historia da minori. Pelo que entendi o ef - the first tale se passa com duas historia com dois protagonistas diferentes: Hiro Hirono e Kyousuke Tsutsumi. Enquanto no ef - the latter tale vai ter 3 capítulos com a conclusão da serie.

Basicamente a cada historia que você faz, você ja viu determinado personagem conversando com você em determinado arco do jogo. Então aquele personagem que é apenas um personagem secundário pode se tornar o protagonista de uma outra historia.

Não joguei muito dessa visual novel so vi o primeiro capitulo da historia o arco de Hiro Hirono e Miyako Miyamura. Gostei da leitura e achei uma boa historia, pretendo jogar o segundo capitulo futuramente. So espero que a minori traga algo alem de ef para nos, e sim seus outros projetos traduzidos também.

primeiro jogo: http://www.mangagamer.com/r18/Titles/Details/2CB3AD11-E532-4238-929B-2525CA706B6D/ef-the-first-tale

Trailer do segundo jogo:

Posted in , , | Leave a comment

Cross Quartz. Um eroge Beat 'em up



O jogo Cross Quartz é o primeiro jogo da empresa Flatz, que é uma empresa parente da Flat que ja fez jogos como: Diorama, Secret Game Code:Revise, -atled- entre outros.

O primeiro projeto do Flatz com as poucas screenshots disponibilizadas, mostra que vai ser um jogo onde o gameplay vai se passar num ambiente plataforma. Onde você vai bater em todos os inimigos que aparecer na tela.






Esse jogo não vai chegar nesse mês, vai chegar em 14 de dezembro, ou seja final do ano. Os gráficos 3D não impressiona e muito menos o desenho dos personagens. Mas em termos de gameplay não posso falar nada, eles não disponibilizaram nenhum trial do jogo para os jogadores testarem.

A proposta é boa para variar um pouco os jogos eroge. Trazer um jogo com jogabilidade mais rápida é bom para ter um acervo de jogos mais variado. Pelo que mostra as imagens o jogo pretende apresentar elementos de RPG, onde deve ser aqueles elementos de evolução de personagens e poder adquirir novos poderes.

Para esse tipo de jogo acho totalmente desnecessário a adição de elementos de RPG, isso não combina num Bear 'em up. Enfim é um jogo diferente que pode agradar jogadores novos de eroge, vamos esperar o próximo mês e esperar que a Flatz não decepcione no seu primeiro jogo.

Posted in | 4 Comments

Mahoutsukai no Yoru vai ser traduzido pela Commie subs


O jogo Mahoyo onde é o ultimo jogo lançado pela Type-Moon no momento, parece que vai realmente ganhar uma tradução. Não vamos nos esquecer que a Empty Boundaries traduziu o "trial" da visual novel, mas depois disso o projeto não foi para frente.

Mas em 11 de Novembro (Domingo) um fansub se candidatou a traduzir o jogo, ele se chama Commie Subs. No momento eles estão no inicio da tradução, so completaram 6.95% do projeto. Porem da para ficar feliz com essa noticia, agora temos cada vez mais certeza que futuramente podemos ter o jogo Mahoyo traduzido para o inglês.

Para mais informações acesse os links abaixo:

link: http://commiesubs.com/mahoyo/
leia também: http://visualnovelbrasil.blogspot.com.br/2012/09/mahoutsukai-no-yoru-nova-kinetic-novel.html

Posted in , | Leave a comment

Shuffle! Tick! Tack! é anunciado pela MangaGamer



Eu ja tinha especulado que a MangaGamer poderia futuramente pegar outros jogos da franquia Shuffle! inclusive os seus fandisk. O primeiro jogo de Shuffle! foi trazido em 2009 pela MangaGamer e esse novo vai chegar em 2013. Resumindo demorou bastante para termos um novo jogo de Shuffle!.

Muitos podem ate confundir mas os Shuffle!: Tick! Tack! e Really? Really! não são fandisk, são sequencias da historia original. Cada um desses jogos vai para um caminho diferente da narrativa original. Enquanto em Really? Really! você fica no mundo humano e pode conseguir rotas com Kaede, Primula, a garota repórter e ate a professora. No Tick! Tack! você vai para o mundo dos demônios e pode viajar no tempo para alterar a historia de Nerine.









Eu preferencialmente prefiro a versão  Really? Really! por apresentar um arco um pouco mais dramático e ter aquela narrativa de fim da escola e a escolha de uma carreira para o protagonista. Mas enfim estou muito ansioso para esse novo jogo de Shuffle!. O slice of life desse jogo considero bem divertido e agradável, mesmo eu não curtindo muito esse tipo de visual novel e preferir mais os RPG. Para Shuffle! eu abro exceção.

O próximo ano promete, e com essa noticia podemos esperar novos jogos de Shuffle! e outros projetos da Navel para o futuro. Ps. para os loli fans nesse jogo você pode fazer a rota da Nerine loli, bom jogo.



Posted in , , | Leave a comment

Boku no Pico. Pra que tanta polemica? É apenas um desenho porno

Essa deve ser a primeira postagem yaoi do blog. Como primeira postagem decidi falar logo de um hentai chamado Boku no Pico. Pretendo falar mais do que so o hentai, para assim ter mais informações sobre o que é o trap e o tipo de yaoi feito com este estilo.

A historia não é muito diferente de um hentai padrão. O protagonista da historia vai trabalhar numa cafeteria. La ele encontra uma garota chamada Pico que futuramente ele descobre que a mesma é um homem com aparência muito feminina.

Nesse momento o protagonista "Tamotsu" se decepciona em ver que tinha algo duro e grosso entre as pernas daquela garota. Ele ficou transtornado, começou a tomar banho frio, mas não importa o que ele fizeste, o urso intocado dele foi excitado pelo corpo feminino do Pico e pelo bundão que ele tem que apareceu na abertura do anime.

Tudo isso fez Tamotsu tomar uma decisão, que foi bem rápida atacando Pico e arrancando suas roupas. Nesse momento Tamotsu se revelou ser um Seme possessivo, fazendo assim o Pico se tornar o Uke mais feliz do mundo. Essa é a sinopse da historia, não necessariamente nessa ordem.

Boku no Pico é um yaoi com o estilo chamado trap, onde seria aquele personagem homem extremamente andrógeno, onde mesmo ele vestindo roupas masculinas ele continua parecendo uma mulher. Nos eroges é bem normal isso, e o trap é uma forma de fazer uma rota yaoi num eroge feito para homens ser possível. Um trap age como uma mulher mesmo sendo um homem, e não da para dizer de cara se aquilo é um homem ou mulher, ate ele abaixar suas calças.


Mas enfim o hentai Boku no Pico teve bastante polemica com o seu lançamento, por parte dos ocidentais (logico) que falaram que esse material aumenta a pedofilia e tal. Na minha opinião Boku no Pico é so mais um desenho pornográfico (hentai) homossexual (yaoi). Não fiquei ofendido com o que vi, mas como heterossexual isso não é algo que busco num porno. Se busco um porno quero que ele tenha um homem pegando uma mulher, e se tiver algo homossexual ele tem que ter lésbicas (yuri) e de preferencia peitudas.

Um yaoi querendo ou não é feito para agradar o publico feminino. É um porno feito para esse publico e não vejo nada demais nisso. Mas mesmo entre os fans do entretenimento japonês eles ainda tem esse problema com esse tipo de pornografia. Muitos por não ver isso apenas como um desenho, outros por medo de ter a heterossexualidade comprometida, ou simplesmente achar isso um material pedófilo.

No final Boku no Pico é apenas um hentai yaoi como outro qualquer, onde tem um jovem e um pré-adolescente fazendo sexo. Não tem nenhuma criança sendo maltratada, afinal isso não é realidade é ficção. A realidade é outra historia, tem pedófilo atras de criança. E eu lhe garanto, um desenho não vai parar a sua tara, ele vai preferir fazer com uma jovem ou um jovem do que so ver anime. É so perguntar para algum pedófilo qual anime ele viu, ele nem vai saber o que isso significa.


Mas enfim vamos passar para as visual novels.

Ter o tema trap num eroge é bem normal. Entre eles temos o mais usado, onde o protagonista é um trap e usa esse beneficio dado pelo destino para se infiltrar numa escola de garotas. Se você buscar por visual novels com esse estilo a maioria dos eroges tem esse tema.

É um fetiche bem popular no eroge, por dar a possibilidade do protagonista ver o cotidiano de uma escola feita para garotas, mas ele sendo um homem infiltrado. Podendo assim ele ver como as garotas se comportam com outras garotas e ate ver sua nudez.

Mas no final continua sendo um date sim, onde você através de suas escolhas vai determinar com qual heroína você vai terminar no final da historia.

No segundo temos uma visual novel normal como qualquer outra. Você tem varias heroínas para fazer a rota, mas dentre elas você tem um trap onde você pode ter uma rota com ele. O desenrolar desse tipo de visual novel é bem similar as visual novels que você joga normalmente.


Você tem a vida colegial padrão onde você pode namorar uma das garotas. Ou simplesmente namorar o homem trap da escola. Nesse tipo de eroge te da a possibilidade de escolher a sexualidade do protagonista caso você escolha entre um homem e uma mulher no jogo. Porem você não tem uma abundancia de traps, apenas um.

É uma forma de adicionar uma rota yaoi num eroge feito para garotos, onde em vez de ter um homem musculoso tem um shota trap extremamente moe, onde o mesmo pode participar de cenas de sexo onde tem mulheres.

E pegando nesse tipo de narrativa, tem jogos onde você não tem rota yaoi trap, mas você pode pegar o trap e ter apenas uma H-Scene com o mesmo. Isso é mais normal em SRPG, mas é muito, muito raro.

E por ultimo temos eroges onde todas as rotas são trap. Nesse tipo de jogo os traps parecem lolis moe onde a primeira vista parecem realmente lolis. Esse tipo de rota o trap em questão não tem nenhum traço de masculinidade e age como uma garota loli. Com a única diferença que ela tem algo entre as pernas.


E nesse tipo de jogo o trap em questão pode engravidar e ter um filho, onde isso no mundo real é algo totalmente impossível.

Mas emfim o trap é um yaoi que tenta agradar o publico masculino e pegar o publico feminino junto. É um fetiche japonês devido a androgenia que acontece na sua população. Para nos ocidentais (inclusive para mim) pode parecer bem estranho e bizarro. Porem esse tipo de pornografia foi gerada culturalmente devido a androgenia do povo japonês.

Boku no Pico e Traps não tem nada demais, cabe a você decidir se você vai assistir ou não. É interessante como o Japão tenta moldar a sua pornografia para todos os públicos. A ideia do trap é interessante e revolucionaria, mas prefiro o bom e velho yuri e de preferencia que tenha diabas peitudas se agarrando.

Na sua opinião o que você acha do estilo trap?

Posted in , , , | 17 Comments